Dicas de uma mãe solteira para Poupar, Organizar e muito mais.

30
Nov 10

Já são raras as famílias que optam por comprar os jogos tradicionais, os chamados jogos em família.

 

Lembro-me quando ainda era pequena, os jogos que tinha para me ocuparem o dia e o meu preferido é o chamado Pim-Pum-Pato, lembro-me de o ter comprado sem saber muito bem o que era, mas nunca me ri e diverti tanto com um jogo como nessa altura.

 

E há pouco tempo encontrei esse jogo nas prateleiras do Toys R' Us, que vontade tive de comprar, mas está com uma valor muito alto, para a idade do jogo. Vou esperar que o mesmo baixe, mas vou comprá-lo para jogar com a minha filha, porque vale a pena.

 

Pim-Pum-Pato

 

 

Jogo de tabuleiro Pim-Pum-Pato

 

É claro que a nossa infância é diferente dos tempos de agora, raramente vemos uma criança a brincar na rua, ou com um jogo destes na mão, o que está agora na moda são os jogos para PSP, Nintendos e outras consolas.

 

Mas vou aqui dar mais exemplos de jogos que me lembro da minha infância, e que ainda hoje guardo com muito carinho estas recordações bem no cantinho do meu coração.

 

Livro Grande com vários jogos:

 

Recebi um ano como prenda de Natal um livro enorme, de cartão grosso, o tamanho devia ser  A2 ou A1, em cada par de páginas existia um jogo diferente, adorei, vejam o exemplo de uma das páginas.


Jogo de tabuleiro

 

O famoso jogo Glória:

 

 

 

 

As pistas de carros, eram outra das minhas perdições preferidas, principalmente aquelas que dava para inventar um número ilimitado de pistas diferentes, entre mim e o meu irmão a diversão era imensa, passavamos horas nisto, nem dávamos conta do passar do tempo.


 

 

E o jogo da sua infância, qual é?

publicado por MM às 15:36
 O que é? |  O que é? | favorito

12
Nov 10

Este ano decidi mudar por completo aquilo em que o Natal se tornou, COMPLETAMENTE consumista.

 

As pessoas a correr pelos corredores dos hipermercados, a gastar o dinheiro em prendas caríssimas e depois passam o resto do mês e do início do novo ano a ganir e a comer restos porque gastou o dinheiro, que se olharmos bem, em menos de 1 ano já está no lixo, ou posto de parte.

 

Lembro-me que quando era bem mais nova, juntavamo-nos todos num serão em família, eu adorava e são umas das várias recordações preferidas que tenho da minha infância.

 

A mesa cheia de bolos que eu, a minha mãe, tias e primas fazíamos... Passávamos o dia todo a fazer os doces natalícios, os belos almoços e jantares, a mesa cheia de gente, os primos todos a correr pela casa fora, a brincar, saltar. Posso afirmar que era uma época pela qual eu ansiava. Sinto falta destes momentos tão especiais.

 

E agora percorro as ruas, vejo as pessoas a encher as lojas, quase que vejo um termómetro consumista na testa de cada um no nível mais alto pronto a rebentar.

 

E o que é que eu decidi fazer este ano, NADA de prendas consumistas, NADA de cada membro da família para cada lado, NADA de falsidades e NADA de comudismo.

 

Este ano decidi, fazer postais para todos os membros da minha família, com um toque especial meu, e escrever tudo o que sinto pela pessoa, o que essa pessoa é para mim, o que eu aprendi com ela e como me ajudou um pouco a construir uma parte da minha personalidade.

 

Sei que será um prenda do , e talvez umas das prendas mais importantes que irão receber até hoje e sentirão todo o amor e carinho que sinto no meu coração e de certeza que se recordarão para sempre deste gesto.

 

Eu sei que comigo seria assim.

 

Por isso desejo-vos um BOM NATAL, FESTAS FELIZES e pensem no que eu falo aqui. Vamos tornar esta época mais familiar novamente.

 

 

 

 

publicado por MM às 12:11
 O que é? |  O que é? | favorito
sinto-me:

pesquisar
 
Tens Dicas?

subscrever feeds
arquivos
2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D